Porque cortei franja + minhas inspirações

| |
Bom dia gente bonita! Estou de novo sem internet (sim, mais uma vez arrebentou o fio do telefone), por isso, pra não deixá-los sem post, estou lutando com a 3G!
Hoje eu vim falar um pouquinho do meu cabelo. Já deu pra ver que tem uma franja reinando na minha cabeça, né?! Pois é. Eu cortei de novo... Já tive franja quando era criança e lá por 2008 e agora dei uma pirada e cortei novamente. Ta, mas porquê?? Porque eu sou louca (e ponto, caso solucionado). Franja sempre foi uma aliada para esconder meu testão e para aquele momento que eu queria mudar sem mexer muito no cabelo.
Eu sempre gostei de franja, acho que (quando bem cortada e conservada) ela pode tanto enobrecer quem usa, quanto deixar um visual despojado. Não tem restrição de idade, só tomar cuidado com o formato do rosto, para que a franja possa valorizar sua aparência. Claro que eu não sai tacando a tesoura aleatoriamente nos cabelos (sim, quem corta minha franja sou eu mesma), eu tenho minhas inspirações e analizei bastante antes de por em prática minha insanidade.
Uns dos meus primeiros desejos por franja (depois de grande) foi por esse cabelo lindíssimo da Anne Hathaway, em O Diabo Veste Prada. Não só o cabelo, mas algumas roupolhose ela usa, também estavam em meu sonho de consumo.
Outro cabelo divo, era o da Alinne Moraes na novela Duas Caras. A personagem era chiquerrima, elegantissima, dona de um figurando invejável e de uma personalidade marcante (tornou-se vilã ao longo da trama e foi divina, adorava demais essa personagem, sou deslumbrada por bons (ou maus né) vilões. Esse foi o motivo de eu cortar franja em 2008.
Clara Oswald, personagem de Jenna Coleman em Doctor Who. Uma franja que oscilava entre reta e maia cheia tapando a testa e dividida no meio na altura dos olhos.
Ah, a Anna. "Você quer brincar na neveeee??". Eu amo animações, eu amo a Disney e essa personagem é eu em desenho. Sério, atrapalhada, muito estabanada, tagarela, inquieta, apaixonada e louca, hahaha. E ruiva! Achei a personagem uma fofa e essa franjinha linda, que coisa mais mimosa... Claro que vi o filme, me identifiquei total com ela e já quis cortar a franja...
E Once Upon a Time teve sua versão humana da Anna. Não tao espivitada e louca quanto a do desenho, mas tão amável, meiga e ruiva quanto eu sonhava.
E teve a Giovanna Antonelle, que eu só coloquei aqui pra ser mais um modelo de franja, porque ela não me inspirou, porque eu não olho mais novelas, mas achei que valia a foto, pois é no mesmo estilo das outras franjinhas...

Bom gente bonita, é isso. Espero que tenham gostado desse post rápido e lutado contra a 3G e as dificuldades de uma tela minúscula pra poder postar pra vocês. Semana que vem espero estar tudo normalizado com a internet de volta.

Por agora é isso, mas eu volto com mais notícias!

Um grande beijo,
Juliane Araujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o Psicologicamente Bela. Sua opinião é muito importante! Os comentários são moderados, pois gosto de ler todos e respondê-los!